Artrite e artrose: conheça as diferenças e os tratamentos

14 DEZ 2017


As duas provocam dores nas articulações. Mas, apesar de terem nomes que parecem semelhantes, artrite e artrose são diferentes - e muito. "São duas doenças distintas com acometimento articular que diferem desde o período inicial da doença até sua evolução e gravidade. Elas são mediadas por células diferentes", explica a reumatologista Maria Cecilia Anauate, do Hospital Santa Paula.

O que é artrite reumatoide

É uma doença sistêmica crônica que afeta articulações, tecidos conjuntivos, músculos, tendões e tecido fibroso. Tende a atacar entre os 20 e os 40 anos de idade, segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde). Trata-se de uma condição incapacitante crônica que muitas vezes causa dor e deformidade.

"É caracterizada por alterações imunológicas que acometem principalmente a sinóvia articular [líquido que lubrifica as articulações], com hipertrofia e inflamação das articulações", diz a médica. A doença afeta pessoas geneticamente suscetíveis e o fator desencadeante do processo é desconhecido.

Sintomas: Segundo Maria Cecilia, as articulações afetadas ficam vermelhas, inchadas e quentes, com rigidez matinal superior a 30 minutos. O quadro é associado ainda a febre, dor muscular e nas articulações, fraqueza e mal-estar. A progressão inclui deterioração articular e, em alguns casos, pode ocorrer uveíte, uma inflamação nos olhos.

Diagnóstico: Feito através de exames laboratoriais e de imagem, como raio-x, ultrassonografia e ressonância nuclear magnética.

O que é artrose ou osteoartrite

É uma doença inflamatória crônica, que afeta a cartilagem articular, a sinóvia e o osso subcondral (localizado abaixo da cartilagem). "É a mais frequente das doenças reumatológicas", afirma a médica.

A doença tem início depois dos 40 anos de idade e , segundo a OMS, em todo o mundo, 9,6% dos homens e 18% das mulheres com mais de 60 anos têm osteoartrite sintomática.

Sintomas: Na osteoartrite, a dor é aliviada pelo repouso. Há também imobilidade articular, mas ela melhora quando o paciente começa a se movimenta. A rigidez matinal tem curta duração e dura alguns instantes.

"Fatores externos, como a obesidade, quando falamos em joelho e quadril,  podem contribuir para o avanço dos sintomas dolorosos; já a manutenção de um peso adequado ajuda neste quesito", esclarece Bernardo Sampaio, diretor clínico da unidade de Guarulhos do ITC Vertebral.

Diagnóstico: Feito através de exames físicos e de imagem, como raio X, ultrassonografia e ressonância nuclear magnética.

Fonte: https://institutomongeralaegon.org/saude-e-bem-estar/saude-fisica/artrite-e-artrose-conheca-as-diferencas-e-os-tratamentos

Notícias recentes
Links rápidos
Corpo Clínico
Nosso Corpo Clínico é composto por profissionais especializados em diversas áreas. Conheça.
Acessar
Diretoria médica
Conheça nossa Diretoria médica e saiba como ela atua.
Acessar
Dúvidas e FAQ
Tem alguma dúvida sobre os serviços prestados? Consulte o nosso FAQ e veja se já temos resposta para a sua pergunta.
Acessar
Especialidades
O Hospital Santa Paula reúne profissionais das mais diferentes especialidades. Descubra cada uma delas.
Acessar
Histórias
Compartilhe sua história e acesse depoimentos exclusivos de outros pacientes que são grandes exemplos de força e superação.
Acessar
Retire sua Nota Fiscal
Acesse o serviço de emissão de Nota Fiscal e retire a sua.
Acessar
Revistas Santa Paula
Periodicamente, disponibilizamos aos nossos pacientes e clientes informativos completo sobre o que há de mais atual no campo da saúde.
Acessar
Copyright © 2018 - Hospital Santa Paula S/A - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por: G.M. Sousa Prestação de Serviços