Entenda as dores musculares pós-treino

27 AGO 2017

Quem faz algum tipo de exercício ou esporte regular sabe que no início, é comum sentir dores musculares no pós-treino. Depois de algum tempo praticando alguma atividade também sabemos bem quando o treino foi pesado pelas dores que pelo corpo.

Um banho morno após a academia e um bom alongamento após a atividade física pode ajudar, mas muitas vezes não é suficiente. Sofremos para subir ou descer escadas e para fazer movimentos comuns do dia a dia como escovar os dentes. Para entendermos que atitudes tomar nessa situação de maneira saudável, temos algumas dicas do ortopedista especializado em medicina do esporte do Hospital Santa Paula, Fabiano Cunha.

Pode parecer uma boa idéia tomar um anti-inflamatório para acabar com a dor, mas resista a tentação. Primeiro, é preciso compreender o sistema de "cicatrização" do organismo depois dos exercícios. Durante o treino a musculatura é forçada ao máximo, causando micro lesões nas fibras musculares. A atividade física melhora a circulação sanguínea na região trabalhada e os músculos recebem os nutrientes para a reparação. Novas fibras se formam e aumentam o músculo, segundo Fabiano.

Tomar anti-inflamatórios após os exercícios pode interromper o processo e acabar machucando o músculo. Se o objetivo é ficar mais forte, acabar com a dor com remédios torna os treinos menos efetivos, segundo um estudo publicado no periódico Proceedings of the National Academy of Sciences.

Na pesquisa, músculos de ratos foram analisados depois de correrem nas rodinhas. Sem medicamentos, os animais geravam um composto conhecido como prostaglandina. Esse composto estimula as células musculares a se regenerarem e dilata os vasos sanguíneos, aumentando o fluxo de sangue e nutrientes para a musculatura. Já os ratos que tomavam anti-inflamatórios bloquearam a produção de prostaglandina e não conseguiam se curar com tanta eficiência.

Outro estudo publicado na revista Journal of Physiology and Pharmacology, mostrou ainda que o anti-inflamatório ibuprofeno cancela parte do crescimento do músculo esquelético, aquele que normalmente apareceria depois da atividade física.

Dr. Cunha explica que o processo é uma cascata de acontecimentos: quando treinamos, lesionamos o músculo. Essa lesão inflamatória é mediada pela tal da prostaglandina. Por sua vez, a prostaglandina chama o fibroblasto, que é o responsável por constituir a base do tecido e originar as fibras. Se o remédio bloqueia a produção de prostaglandina, o corpo não manda o fibroblasto e não há reparação do músculo.

Além de atrapalhar o a construção do músculo, os remédios podem sobrecarregar o rim. Esse órgão tem a função de metabolizar o anti-inflamatório, então tomar esses remédios dá um trabalho extra para ele. Ao fazer exercícios, o rim já está sobrecarregado, pois ele também é responsável por metabolizar a destruição muscular. Atividades intensas levam a desidratação e água é fundamental para o funcionamento normal do rim. A soma de tudo isso resulta em um rim afetado.

A prova de que o problema renal precisa ser levado a sério é que em provas longas, como IronMan no triathlon ou Tour the France no ciclismo, é comum que participantes sofram falência renal. Uma pesquisa publicada no Emergency Medical Journal, acompanhou 89 ultra maratonistas em uma prova de 80km. No fim da prova, 44% dos participantes indicavam ter uma lesão renal aguda. Os corredores que tomaram ibuprofeno eram 18% mais propensos a desenvolver as lesões no rim, se comparados com quem não ingeriu nada. Além disso, os machucados tendiam a ser mais severos.

O nosso corpo está todo conectado e dá sinais quando algo não vai bem. É importante prestar atenção aos sinais e cuidar da saúde.

Fonte: http://www.leblog.com.br/2017/08/33727/
Notícias recentes
Links rápidos
Corpo Clínico
Nosso Corpo Clínico é composto por profissionais especializados em diversas áreas. Conheça.
Acessar
Diretoria médica
Conheça nossa Diretoria médica e saiba como ela atua.
Acessar
Dúvidas e FAQ
Tem alguma dúvida sobre os serviços prestados? Consulte o nosso FAQ e veja se já temos resposta para a sua pergunta.
Acessar
Especialidades
O Hospital Santa Paula reúne profissionais das mais diferentes especialidades. Descubra cada uma delas.
Acessar
Histórias
Compartilhe sua história e acesse depoimentos exclusivos de outros pacientes que são grandes exemplos de força e superação.
Acessar
Retire sua Nota Fiscal
Acesse o serviço de emissão de Nota Fiscal e retire a sua.
Acessar
Revistas Santa Paula
Periodicamente, disponibilizamos aos nossos pacientes e clientes informativos completo sobre o que há de mais atual no campo da saúde.
Acessar
Copyright © 2017 - Hospital Santa Paula S/A - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por: G.M. Sousa Prestação de Serviços